Supervisão de Profissionais

Intervisão Clínica

Embora em Portugal seja já comum, durante várias décadas a supervisão de profissionais de ajuda não foi frequente, tendo sido “importada” como uma boa prática de reconhecido valor acrescentado, na perspectiva da permanente melhoria das competências exigíveis.

Em função dos contextos, assim se pode considerar o modelo mais adequado a adoptar – supervisões individuais; supervisões de grupo de pares; supervisões de equipas pluridisciplinares em contexto organizacional, etc.

Assim, este serviço destina-se a psicólogos, psicoterapeutas, técnicos de aconselhamento, profissionais sem formação específica que trabalhem em psiquiatria e saúde mental, equipas intra e interinstitucionais, etc.

As solicitações de supervisão serão analisadas em função dos objectivos pretendidos, e, a partir destes, serão definidos planos-proposta para serem sujeitos a discussão e ajustamento.

Fora da caixa

Revista Hospitalidades – Artigo

Mais-esperanca-na-sua-vida

Uma dor com nome

Há temas que nos são particularmente difíceis de falar, pelo teor sensível do assunto e porque têm uma carga emocional …

Estrelas-do-mar e um escritor

Revista Hospitalidades – Artigo